Causas da queda de pelo (alopecia)

Escrito por: Tudo Sobre Gatos

Existem muitas doenças e condições que podem causar a perda de pelo em um gato. Algumas podem ser consideradas normais, outras podem indicar que uma doença grave está presente. A maioria das condições que resultam na perda de pelo estão incluídas na tabela abaixo, embora algumas delas possam ser raras. Esta extensa lista ajuda a compreender por que o diagnóstico rápido pode ser difícil e vários testes de diagnóstico devem ser realizados. As condições mais comuns que causam a perda de pelo estão identificadas pela cor cinza no quadro (algumas podem ser mais comuns em certas regiões).
 

Doenças que fazem o gato perder pelo

 

     
Condição Descrição Sintomas Diagnóstico Tratamento
Dermatite de contato alérgica e irritante Uma reação alérgica após a exposição a antibióticos aplicados sobre a
pele; metais como o níquel; materiais como borracha, lã e plásticos; produtos
químicos, como corantes e tapete desinfetados; ou inflamação causada por
substâncias irritantes, como hera venenosa. Geralmente requer múltiplas
exposições.
Pele vermelha e pequenas saliências ou bolhas em áreas da pele que tem
uma pelagem escassa e diretamente exposta à substância vulneráveis; coceira,
perda de pelos em condições crônicas
Teste de contato (Patch), testes de exclusão Limitar a exposição aos alérgenos ou contato irritante no meio,ambiente do gato; os corticosteroides, anti-histamínicos.
Alopecia areata Pensava-se ser um transtorno autoimune Perda de cabelo em certas partes, principalmente na cabeça, pescoço e
corpo; sem coceira
Exame microscópico dos pelos; biópsia Geralmente recupera-se espontaneamente
Cisto nas glândulas sudoríparas apócrifas Rara em gatos Nódulos
sozinhos, redondos, macios sem pelos; pode parecer azulado; geralmente
preenchido com um líquido leitoso, mais comuns na cabeça, pescoço e
membros
Exame físico; biópsia Remoção cirúrgica é opcional
Atopia
(dermatite alérgica inalante)
Reação alérgica a algo que o gato inala, tais como o pólen, ácaros do
pó e mofo
Lambidas nos pés, orelhas inflamadas, comichão, vermelhidão e perda de
pelo; às vezes desenvolvimento de infecção
Teste intradermal ou sorologia (sangue) para alergias Reduzir a exposição ao alérgeno (aquilo que o gato é alérgico a), esteroides, suplementos
de ômega 3, anti-histamínicos, xampus,
imunoterapia
Infecção bacteriana (pioderma) Muitas vezes ocorre como resultado de uma outra condição, tais como
uma infestação parasitária, alérgica ou condição hormonal
     
Quimioterapia Perda de cabelo devido a quimioterapia é uma preocupação para donos de gatos Os gatos perdem os pelos então a pelagem se torna suave e encrespada; pode causar a perda de bigodes Histórico Nenhuma, os pelos irão crescer após a quimioterapia ser interrompida; podem crescer em uma cor ou textura diferente
Cheyletiella (ácaro da pelo do coelho) sarna Infecção com a sarna Cheyletiella Coceira, perda da camada de proteção da pele; perda de cabelo, se severa Raspagem da pele e exame microscópico, a sarna é frequentemente muito difícil de ser encontrada Pyrethrin
 Hipotricose congênita Perda de pelo congênita  Gatinhos nascem com pouco ou nenhum pelo, os pelos nascem e caem com 4
meses de idade
Exame físico; biópsia Nenhum
Doença de Cushing (hiperadrenocorticismo) Causada por um aumento dos corticosteroides no corpo – seja devido ao aumento da produção pelo organismo ou como um efeito colateral de altas doses ou terapia prolongada com corticoides Perda de pelo, pele mais fina, hiperpigmentação, facilidade na formação de seborreia,
comedões (cabeças pretas); letargia, aumento da sede e micção, aparência barriguda
Testes de função da glândula renal, exame de urina, painel de química, CBC Se, devido aos tumores glandulares, selegilina, o, p-DDD (mitotano), ou remoção cirúrgica do tumor; se, devido a altas doses de esteroides, retirar seu uso lentamente
Sarna
demodécica
Infecção pode ser localizada ou generalizada; a forma generalizada ocorre em gatos que
têm um sistema imune deficiente
Perda de pelos, perda da camada de proteção da pele, vermelhidão, coceira às vezes Raspagem do pelo e exame microscópico SEM esteroides! 

     

Rotenona, Amitraz (Mitaban) diluído em mergulhos, mergulhos em sulfocálcica,
ivermectina (uso fora do rótulo*)

Reação a droga ou injeção Rara reação da pele a uma droga que é inalada, dado via oral ou aplicada topicamente; mais comum com penicilinas, sulfamidas e às cefalosporinas; geralmente ocorre dentro de 2 semanas da administração do medicamento Pode variar bastante e podem incluir coceira, perda de pelo,
vermelhidão,  inchaço, pápulas, crostas, úlceras e sangramento de
feridas
Histórico de serem tratados com uma droga, sintomas, biópsia Descontinuar a droga; tratar sintomaticamente
Eritema multiforme Reação de hipersensibilidade às infecções ou drogas; pode também ser causada por câncer ou outras doenças Perda de cabelo, lesões olho de boi e vesículas, muitas vezes ao
redor da boca, orelhas, região inguinal, e axila, em alguns casos,
desenvolvimento de
úlceras; depressão, febre
Histórico, sinais clínicos, descarte de outras doenças que causam sinais semelhantes; biópsia da pele Tratar ou remover as causas
Alopecia facial (pré-auricular); perda normal de pelo acima do olho Densidade normal reduzida de pelo entre o olho e a orelha A diminuição da densidade do pelo começa quando os gatos tem entre 14 e 20 meses de idade; mais proeminentes em gatos de pelagem curta e de cor
escura
Não há diagnóstico necessário a menos que os sinais da doença de pele estejam presentes, tais como vermelhidão ou descamação Nenhum – normal
Alopecia simétrica adquirida Felina Raro, chamado originalmente “alopecia felina endócrina”; causa desconhecida Perda de pelo simétrica na parte de trás das coxas, abdômen e áreas genitais; pelo facilmente cai; sem coceira Biópsia da pele; testes para descartar outras causas de perda de cabelo Nenhum
Dermatite alérgica a pulgas (hipersensibilidade a mordida da pulga) Reação grave do gato a saliva da pulga Coceira intensa, vermelhidão, perda de elos pápulas, crostas e
escalas; às vezes, desenvolvimento de infecção
Presença de pulgas; reação ao teste intradermal Controle das pulgas no meio ambiente e no gato; esteroides e anti-histamínicos para coceira
Foliculite Infecção nos folículos dos pelos; sintomas geralmente aparecem na face, no pescoço e
na cabeça
Pústulas se desenvolvem nos folículos e abrem e formam crostas; pode coçar e
desenvolver perda de pelo
Raspagem do pelo; cultura; biópsia; procurar por condição subjacente, como alergias ou FIV Antibióticos, geralmente durante 3 ou 4 semanas; tratar qualquer
condição subjacente
Alergias
alimentares
Reação alérgica a alguma coisa na dieta Lambidas nos pés, orelhas inflamadas, coceira, vermelhidão e perda de pelo; às vezes, desenvolvimento de infecção Teste para eliminar alimentos Mudança na dieta
Granulomas Pode ser devido a infecções, reação do organismo a materiais estranhos, tais como material vegetal (p. ex., rabo de raposa) e material de sutura; outra irritação constante; ou causas desconhecidas Nódulos sólidos, firme de tamanhos variados;
aqueles devido a organismos estranhos sempre tem tratamentos de drenagem;
podem desenvolver perda de pelos, úlceras e infecções secundárias
Histórico, sinais clínicos, biópsia, exploração cirúrgica Tratamento cirúrgico para retirada do corpo estranho (no caso de
material vegetal, tratamento podem ser extensos e exigem grandes
cirurgias); antibióticos se infectado; tratar qualquer outra causa subjacente
Perda de pelo durante a gravidez e amamentação (“soprando seu casaco”, eflúvio telógeno) Eliminação excessiva que pode ocorrer também em outras circunstâncias estressantes tais
como doença ou cirurgia
Generalizada e súbita perda de pelo Histórico, sinais clínicos Trata qualquer condição subjacente; os pelos crescerão novamente
Hipertireoidismo Cerca de 1/3 dos gatos com essa doença terão lesões de pele, causadas pelo excesso
de secreção do hormônio tireoidiano
Perda de pelo, pelo cai facilmente; seborreia; os gatos podem se lamber em excesso Exame físico e testes sanguíneos para hormônios tireoidianos Retira parte da tireoide, terapia com iodo radioativo; metimazol
Alopecia no local da injeção  Perda de pelo no local de uma injeção de um medicamento ou vacina; a pele pode se
tornar espessa; nos gatos, as úlceras podem se desenvolver
Perda de pelo ocorre vários meses após a injeção; a área pode se tornar superpigmentada Histórico e exame físico Nenhum; a condição é permanente
Piolhos Infecção com várias espécies de piolhos Variável: coceira, perda de pelo, crostas, pelo áspero Piolhos ou lêndeas na pele ou pelo Pyrethrin,
Ivermectina (uso fora do rótulo*)
Malassezia Normalmente seguida por uma outra doença Coceira, vermelhidão, perda de pelo, escamas gordurosas; se desenvolver hiperpigmentação
crônica
Raspagem de pelo/mancha e exame microscópico, cultura Tratar doença de base; cetoconazol oral, xampus miconazol 
Dermatite
psicogênicas (neurogênica)
Lambidas dos gatos resultam em traumas; possíveis causas incluem ansiedade, tédio,
estresse (por ex., novo membro na família)
Perda de pelo simétrica, às vezes úlceras, no abdômen, virilha, ao longo das costas Excluir outras causas; histórico importante Aliviar as causas p. ex., ansiedade; restringir lambidas; comportamento modificando medicamento pode ser necessário
Pioderma-superficial
(Consulte foliculite)
x x x x
Micose Infecção com vários tipos de fungos Perda de pelo, perda de fragmentos da pele, áreas com crostas; coceira Cultura Miconazol, banhos de sulfocálcica; griseofulvina oral ou itraconazol
Adenite sebácea Glândulas sebáceas são destruídas, causa desconhecida; muito raro em gatos Áreas circulares de crostas e escamas na cabeça, orelhas e pescoço; pelo sai facilmente, deixando a pele exposta Sinais clínicos, a biópsia da pele Xampus antisseborreicos, suplementos de ácidos graxos; nos casos mais graves corticosteroides e retinoides
Seborreia Pode ser primária (hereditária) ou secundária (resultantes de outros processos patológicos, tais como FeLV, FIP, FIV, micose e parasitas) Escalas, dependendo do tipo, pode ter uma camada oleosa ou seca; odor;
coceira; pode ver perda de pelo
Testes de sangue, raspagem da pele, etc. para encontrar causas
subjacentes
Tratar causa subjacente se presente; xampus
antisseborreicos ; suplementos de ácidos graxos
Dermatoses
solares (queimaduras)
Reação da pele à luz solar; mais comum em gatos com orelhas brancas Vermelhidão, perda de pelo, e descamamento do nariz e
orelhas, mais tarde crostas e úlceras
Histórico, raça, exame físico, biópsia da pele Deve evitar exposição ao sol, especialmente das 9 às 15 horas;
protetor solar, esteroides
Cauda manchada (hiperplasia glandular da cauda) Aumento
de uma glândula sebácea (na parte superior da cauda perto de sua
base), ocorre com mais freqüência em machos em espaço confinado, não
castrados
Área oleosa, perda de pelo e crostas na área sobre a glândula; pode
tornar-se hiperpigmentado
Sinais clínicos A castração não costuma resolver a condição; xampus
antisseborreicos, retinoides; se confinado, permitir ao gato mais liberdade

 
* Uso fora o rótulo: medicação usada para tratar uma condição para a qual ele não foi desenvolvido (ou licenciado). Um grande número de medicamentos abrangem esta categoria. Pesquisa tem quase sempre sido realizada para determinar a segurança e a eficácia do produto, mas o fabricante não realizou o processo necessário para o licenciamento.
 
Atenção: não estamos prescrevendo medicamentos. Consulte sempre o seu veterinário pois cada caso é um caso e os diagnósticos precisam ser feitos AO VIVO com um profissional.
 

Você também vai gostar: